Domingo, 30 de Dezembro de 2018

Tributo a Góis e seus Poetas, por Renã Pontes

A GÓIS E SEUS POETAS
Era noite de 25 de dezembro de 2018.


Homenagem póstuma aos amigos poetas
goienses João de Castro Nunes 1 (1921- †
17/06/2018) e Clarisse Barata das Neves
Sanches (19/02/1927 † 25/12/2018).

Por Renã Leite Pontes

O legado de Góis e seus Poetas
de gênio indomável e tradição,
sofreu irreparável comoção,
pela morte de seus dois exegetas.

João de Castro Nunes singular
nos deixou em dois mil e dezesseis
e, no dia que nasce o Rei dos Reis,
parte Clarice rumo ao Seu altar.

Sendo o primeiro meu correspondente,
e a nobre Dama minha confidente,
estimo para o céu grande alegria.

Meditando: na faltados dos diletos,
me pergunto quem vai fazer sonetos
tão entranhados de sabedoria?


1 - Ele goiense por casamento, conforme declarava.

QUINARI 2

Meu soneto preferido por João de Castro Nunes.

Por Renã Leite Pontes

Planície que leva ao meu vale amoroso.
Poema perfeito composto pra amante.
Baixada de terra nascida de instante,
bem-feita, a capricho, por Deus dadivoso.

Deus triste da guerra te fez vaporoso;
distante da morte te pôs protegido.
O traje da honra te deu por vestido,
destarte cantado por filho orgulhoso.

Armada do escudo da paz desejada,
embora sem ouro, mas com limpos ares,
forrada de louros, no início da estrada

brilhante, soberba que ensina valores,
sem mar, mas dotada do dom de encantares,
por isto teus filhos te cobrem de amores.


2 - Em Tupi Guarani: Lugar de águas límpidas entre palmeirais.

Prosa e Poesia (Índice):

publicado por canticosdabeira às 13:45
link do post | comentar | favorito

Sobre a autora

Novidades

MOTES DE ALEIXO
E
GLOSAS DE CLARISSE

Selo do Blog


Clarisse Barata Sanches

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

Prosa e poesia (por título)

Tributo a Góis e seus Poe...

CONSOLAÇÃO

Carta do Marquês. Nov2014

LÁGRIMAS OCULTAS

PASSANTES DA TERRA

TODA ESTA NOITE UM ROUXIN...

SAUDADES E LEMBRANÇAS

QUARENTA ANOS DE DEMOCRAC...

SAUDADES TENHO, SIM, DO N...

MAIS UM GOIENSE, AMIGO, N...

Prosa e Poesia (por mês)

links

favoritos

A PÁTRIA PORTUGUESA

Outras visitas


Prosa e Poesia (Meus Livros)



Clarisse Barata Sanches
Mais de 12 livros publicados:

Primeiro livro
Cantei ao Céu e à Terra
1983
(Poesias)

Segundo livro
Gracita Flor da Saudade
1985
(Poesias e Memórias)

Terceiro livro
Luz no Presépio
1985
(Poesias)

Quarto livro
Quadras do Meu Outono
1989
(Poesias)

Quinto livro
Hinos da Tarde
1994
(Poesias)

Sexto livro
Arca de Lembranças
1997
(Memórias)

Sétimo livro
Cartas para o Céu
1998
(Poesias)

Oitavo livro
Góis e Seus Poetas
1999
(Poesias - Antologia)

Nono livro
Góis e Seus Poetas
2000
(Poesias - Antologia)

Décimo livro
Murmúrios do Ceira
2002
(Contos e Narrativas)

Décimo primeiro livro
Sonhos da Alma
2004
(Sonetos)

Décimo segundo livro
Rosários de Amor
2008
(Poesias)

Motes de Aleixo e Glosas de Clarisse

Prosa e Poesia (Pesquisa)

 

De Clarisse Barata Sanches

Rosários de Amor

Dedicatória:
Aos “Rosários de Amor”


Boa amiga Clarisse,
Converti-me aos seus Amores.
São lindos os versos-flores!
Chorei... Queria eu que visse...

Não sei que “frio” me toma,
Ao ler tamanha beleza...
Não é frio, com certeza,
É o amor que me assoma.

Beijadas por andorinhas,
Se fazem as suas linhas,
Com glória, honra em flor.

Solta-se o “Grito de Paz”,
E ninguém mais o desfaz
Nos ”Rosários de Amor”.

Rosa Silva (“Azoriana”)
Angra do Heroísmo
2008/04/07

SAPO Blogs
RSS